Slide Show


 

Banner

105 anos de Perdões: Aparecida – São Paulo

Publicado em: 26/11/2017 às 17:49 - Categoria Cultura
Total de visualizações: 137

Todos os caminhos nos levam à Aparecida. Vamos aproveitá-los enquanto é tempo, porque no momento final depois de percorrermos alguns, só um nos leva ao Pai.
Saímos de Perdões, com destino à Aparecida – Carlos meu filho, Beth minha nora, Felipe meu neto e Dalbinha mãe de Beth e grande amiga nossa.
Sentimos não irmos de ônibus porque teríamos mais companheiros e que ótimos companheiros. Nossa idade, minha e de Dalbinha, não combina mais com longas viagens.
Fui pensando. Por qual caminho Carlos sairá da Fernão Dias?
Três Corações? Campanha? Santa Rita?
Ele optou por Santa Rita.
Não fomos visitar a imagem da Santa que nos livra das causas impossíveis, a grande Santa Rita.
Nesse caminho (como em todos os outros) é uma constante a subida da serra. Mantiqueira.
Logo, logo encontramos Piranguinho, quase na divisa de São Paulo. O melhor desse caminho, é que em Piranguinho, encontramos o melhor Pé de Moleque do mundo. Esse pé de moleque é patrimônio universal.
Fizemos nossas compras no “Rancho do Pé de Moleque”.
Começamos a descida da Serra, se subimos em Minas, descemos em São Paulo.
Estado de São Paulo, à vista.
Assim como disse marinheiros que estavam na esquadra de Pedro Alves Cabral “Terra a vista”.
Chegar a Aparecida é o sonho de todo brasileiro. Pena que muitos desejam e não podem.
Chegar lá é transfigurar a alma, o coração! Pelo movimento de pessoas, carros e ônibus, começa nossa mudança. O pensamento volta para Deus.
No Santuário, subir a rampa preparada para evitar atropelos, é um bem.
Deparar com a Virgem Mãe de Deus e Nossa em Seu Nicho preparado com amor e cuidado pelos Padres Redentoristas, não tem nada que compare. É sonho, é poesia, é amor, é arte, é felicidade, é fé.
Vamos rezar. O terço foi iniciado por Dom Miguel. Padres contemplaram os mistérios.
Campal. Tribuna Bento XVI.
A missa em seguida no altar central. Além de nossa romaria diocesana de Oliveira – Minas Gerais, havia muitas outras.


Admiramos a nova aparência da Cúpula Central. “Um sonho transformado em realidade!”
Terminada a celebração eucarística cada um fez o que quis.
Lanche na Casa do Pão da Mãe, visita ao Santíssimo, entre aos milhares de velas, você acendeu a sua? Eu acendi a minha.
Descemos. Lojinhas e mais lojinhas, onde se vende de tudo.
Mil e uma barracas, num festival de cores. Visita ao aquário.
Almoço na praça de alimentação.
Olha gente! É um gosto sem limites uma visita à casa da Mãe.
Se eu gostasse de sair, passar fins de semana na praia, na montanha ou não sei onde mais, eu trocaria tudo para ficar uma semana com a Virgem Santa.
Difícil encontrar pessoas conhecidas mas… eu tive o prazer de encontrar, primeiramente, Padre Adenir com suas vestes sacerdotais branquinhas dobradas no braço.
Depois da missa, encontramos tia Geralda e família, depois, Sandra e Ricardo.
Saindo do almoço, na praça de alimentação a Toninha com seu filho Jorge. Nosso querido Padre Jorge.
De volta pra casa, passamos por Pouso Alto. Nas placas de indicação de caminhos predominaram as idas – Caxambu, São Lourenço, Itanhandu, Lambari. Vamos tomar um copo de água mineral? E só escolher.
Estamos de volta pra casa. Viagem de 5 horas. Tudo bem.
Como bons soldados de Cristo que somos, descansar, porque nesta semana temos muito o que fazer.
Trabalho bom e produtivo. Vamos lá. De 17 a 27 estaremos entregues aos cuidados da Santa Mãe de Deus a Virgem das Graças.É a festa! A grande festa! Em honra a Senhora das Graças, a Padroeira da Paróquia.Começou com o pé direito. Corações voltados para Deus.
Nesses dias a Paróquia tem de tudo: Celebração Eucarística, meditação do Santo Rosário, novena, adoração do Santíssimo, coroação de Nossa Senhora e Procissão, finalizando sempre com barraquinha, leilão, almoço, feira de artesanato e show.
No 1º dia, foi convidado para presidir a celebração eucarística, Padre Antonio Carlos (Padre Carlinhos) grande formador de jovens para o sacerdócio.
Um desses jovens, dou como exemplo o nosso querido e piedoso Padre Jorge. Tive o prazer de conhecer Padre Carlinhos.Uma joia de sacerdote.
Amanhã será Padre Rogério. Mais um perdoense ao serviço da santa igreja. Amém!
Meus recadinhos como disse Padre Wagner Douglas.
Yuri, recebi seu convite para a formatura em Teologia. Fiquei felicíssima. Por dois motivos – o principal é que teremos em breve, mais um grande e fervoroso padre. O outro motivo, ser lembrada por você. Que sua formatura seja gloriosa como uma manhã de primavera.
O outro recadinho é para a menina Marcela, hoje Doutora Marcela que depois de 6 anos de muito estudo volta a Perdões com seu diploma de medicina. A ela, aos pais Tania e Vilmar, os nossos parabéns.Que São Lucas, o grande médico da alma e do corpo, esteja sempre em seu consultório para orientá-la.
Amém! Amém! Amém!
Desculpem, não podia deixar de comentar meu almoço de hoje. Não comi feijão, nem carne e nem tomate. Foi arroz, farofinha e bananas fritas no almoço e na sobremesa, com açúcar. Para lembrar Jerry Adriani, que era apaixonado por bananas fritas. Obrigada WladMaria pelas bananas e Tóia pela fritura. Amém!


D.Alba Rezende Bastos (Dona Iaiá)



MAX

PW (1)

anuncie