Slide Show


 

Banner

Doutrina Espírita: O Poder do Pensamento

Publicado em: 01/12/2017 às 14:33 - Categoria Religião
Total de visualizações: 363

Caros Irmãos(ãs) em Cristo, é muito importante que compreendamos as reais potencialidades do pensamento. Lamentavelmente, predomina o equivocado senso comum de que apenas as ações exteriorizadas poderiam produzir resultados, tanto positivos, quanto negativos, de modo que as condutas ou desejos secretos que se passariam apenas no campo das ideias não teriam importância alguma, já que não haveria a materialização dos mesmos. Ledo engano!
Na verdade, o pensamento é uma poderosa ferramenta espiritual ainda pouco compreendida pelo ser humano, que, evidentemente, pode ser utilizada para o bem ou para o mal. Certamente, se fosse estudado e entendido o seu verdadeiro alcance, o homem teria muito mais cuidado com os seus pensamentos e com aquilo que se permite pensar por influências diversas.
Nesse passo, quando nos entregamos a um pensamento, movimentamos energias e vibrações em níveis inimagináveis, que se propagam ao infinito, tendo em vista que toda a criação Divina encontra-se mergulhada em uma espécie de fluido universal que a tudo permeia; esse fluido funciona justamente como o veículo do pensamento, da mesma forma que o ar é o meio de propagação do som.
Esse é o fundamento que justifica algumas situações que não raras vezes acontecem conosco, causando perplexidade; por exemplo, quando pensamos em fazer um telefonema para alguém, às vezes, acontece de recebermos, quase que instantaneamente, a ligação dessa mesma pessoa, antes que tenhamos a chance sequer de digitar os números do telefone; ou ainda, quando sentimos, inexplicavelmente, um desconforto e, logo depois, nos chega uma notícia triste sobre uma pessoa querida. Na verdade, tudo está interligado no Universo, especialmente os pensamentos que vibram na mesma sintonia, ou seja, que se propagam na mesma faixa vibratória.
Por isso, a necessidade de termos especial cuidado e atenção com os nossos pensamentos, bem como com aqueles que nos chegam por intuição ou influência. Os pensamentos também estão sujeitos à lei de atração que rege toda a Criação, de modo que, quando nos empenhamos em boas ações e concentramos nisso as nossas melhores energias, os pensamentos que daí resultam se expandem pelo Universo e atraem o concurso de Benfeitores Espirituais, que não medirão esforços em colaborar conosco, com o nosso progresso.
Lado outro, se damos azo a pensamentos desequilibrados, menos dignos, a ação magnética será compatível com essa mesma vibração, atraindo, inevitavelmente, para junto de nós entidades espirituais sofredoras, ainda afinizadas com a maldade e com o sofrimento. Assim, o que era um pensamento desequilibrado, agora, potencializado pela influência negativa de irmãos espirituais sofredores, passa a ter grande probabilidade de se externar através de condutas nefastas, a par de toda a desarmonia já provocada na seara espiritual pelo pensamento por si só. Não é em vão que o Mestre Jesus sempre nos adverte: “Vigiai e Orai”!
O Espírito Emmanuel, na obra Pensamento e Vida, psicografada por Chico Xavier, nos esclarece que, através do pensamento, mantemos contato com outras mentes, influenciando e sendo influenciados, pois ninguém (…) “pode ultrapassar de improviso os recursos da própria mente, muito além do círculo de trabalho em que estagia; contudo, assinalamos, todos nós, os reflexos uns dos outros, dentro de nossa relativa capacidade de assimilação. Ninguém permanece fora do movimento de permuta incessante. Respiramos no mundo das imagens que projetamos e recebemos. Por elas, estacionamos sob a fascinação dos elementos que provisoriamente nos escravizam e, através delas, incorporamos o influxo renovador dos poderes que nos induzem à purificação e ao progresso.”
E, adiante, arremata o Digno Benfeitor Espiritual: “o nosso pensamento cria a vida que procuramos, através do reflexo de nós mesmos, até que nos identifiquemos, um dia, no curso dos milênios, com a Sabedoria Infinita e com o Infinito Amor, que constituem o Pensamento e a Vida de Nosso Pai.”
No mesmo sentido, Allan Kardec , no livro Obras Póstumas, nos traz a seguinte lição: “Um pensamento superior, fortemente pensado, permita-se-nos a expressão, pode, pois, conforme a sua força e a sua elevação, tocar de perto ou de longe homens que nenhuma idéia fazem da maneira por que ele lhes chega, do mesmo modo que muitas vezes aquele que o emite não faz ideia do efeito produzido pela sua emissão. É esse um jogo constante das inteligências humanas e da ação recíproca de umas sobre as outras. Juntai-lhe a das inteligências dos desencarnados e imaginai, se o conseguirdes, o poder incalculável dessa força composta de tantas forças reunidas.”
Conclui: “Se se pudesse suspeitar do imenso mecanismo que o pensamento aciona e dos efeitos que ele produz de um indivíduo a outro, de um grupo de seres a outro grupo e, afinal, da ação universal dos pensamentos das criaturas umas sobre as outras, o homem ficaria assombrado! Sentir-se-ia aniquilado diante dessa infinidade de pormenores, diante dessas inúmeras redes ligadas entre si por uma potente vontade e atuando harmonicamente para alcançar um único objetivo: o progresso universal.”
Enfim, essa singela reflexão acerca das capacidades de realização do pensamento não tem a pretensão de encerrar o tema, que é extremamente amplo e complexo, e será objeto de outras anotações, mas apenas chamar a atenção e despertar o interesse para um assunto que tem sido, inadvertidamente, relegado, com repercussões profundamente dolorosas para a humanidade. Embora possa parecer difícil, tenhamos a certeza de que está ao alcance de cada um de nós estudar e desenvolver os mecanismos necessários à geração, assimilação e emissão somente de pensamentos mais elevados, em consonância com os ensinamentos do Mestre Jesus e com a Leis Divinas.
Por oportuno, permita-se encerrar esse texto com uma mensagem bastante difundida na seara Espírita: “Vigie seus pensamentos, porque eles se tornarão palavras. Vigie suas palavras, pois elas se tornarão atos; vigie seus atos, pois eles se tornarão seus hábitos; vigie seus hábitos, pois eles se tornarão seu caráter; vigie seu caráter, porque ele será o seu destino”.
Que a Paz de Cristo esteja com todos nós!

Por Júnior César Souto


Na oportunidade, ficam todos convidados a participar das Reuniões Públicas e do Grupo de Estudos.
Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita:
Reuniões às terças-feiras – 19:30 horas;
Reuniões Públicas e Evangelização – com Palestras: Reuniões às quintas-feiras – 19:30 horas.


Centro Espírita Harmonia e Fé
Rua Francisco Martins de Andrade, nº 187, Centro, Perdões-MG
Informações mais detalhadas podem ser obtidas na página do
Facebook: Centro Espírita Harmonia e Fé.



MAX

PW (1)

anuncie