Slide Show


 

Banner

Mais um mandado de prisão é cumprido e foragido responderá por seu crime

Publicado em: 26/03/2017 às 15:45 - Categoria Polícia
Total de visualizações: 5517
Foto Arquivo VOZ Rua Paulo Araújo Mendes

A Polícia Civil de Minas Gerais, por intermédio da 7ª Delegacia de Polícia Civil de Perdões, na madrugada de 26/03/2017, cumpriu o mandado de prisão temporária em desfavor de W.K.S.S v. “Wallas Adorfo”.
O investigado estava foragido desde 20/03/2017, quando escapou de uma operação arquitetada pela Polícia Civil, que buscava sua prisão.
O criminoso era procurado em razão das investigações terem apontado o mesmo como um dos autores do homicídio que vitimou Guilherme Henrique Honorato Machado , v. “Tata”, ocorrido em 09/01/2017.
Após a fuga, a Polícia Civil recebeu informações de que o indivíduo havia fugido em direção ao Estado do PARÁ, assim, os investigadores fizeram levantamentos das possíveis placas dos veículos que poderiam estar dando fuga ao criminoso sendo incluído um alerta nos mesmos, o que possibilitou a Polícia Rodoviária Federal do Tocantins, em razão do alerta colocado no veículo, detê-lo em TOCANTINOPOLIS/TO, quase na fronteira com o Estado do Maranhão.
O indivíduo foi encaminhado a Cadeia Pública de Tocantinópolis/TO, onde aguardará o recambiamento para o Estado de Minas Gerais, para responder por seu crime.
As diligências continuam para a prisão dos demais coautores envolvidos no crime, todos devidamente identificados e com mandados de prisão em aberto.

Nota da Polícia Civil de Minas Gerais.


11-1

Guilherme Henrique Honorato Machado

Relembre o caso: Mais um homicídio com arma de fogo em Perdões
Hoje, dia 09 de janeiro, por volta das 6 horas da manhã aconteceu o segundo homicídio em 2017 com arma de fogo em Perdões.
O jovem Guilherme Henrique Honorato Machado, 23 anos, descia a Rua Alzira de Souza Lima, Bairro Jardim Nova Esperança para trabalhar, quando foi alvejado por 9(nove) tiros.
Segundo moradores que não quiseram se identificar, foram ouvidos os tiros primeiramente na Rua Alzira de Souza Lima (próximo à APAC), onde Guilherme teria descido correndo por uma travessa e caiu na Rua Paulo Araújo Mendes, onde faleceu. Segundo a Polícia Militar as testemunhas disseram que a vítima saía da APAC quando dois homens a pé, trajando roupas escuras e encapuzados foram em direção ao jovem e efetuaram os disparos. Até o momento ninguém foi preso.
Guilherme era recuperando da APAC, e cumpria pena no regime semiaberto, dormindo todas as noites na instituição e nas manhãs saia para trabalhar.
A população está em alerta.

 



MAX

PW (1)

anuncie