Slide Show


 

Banner

Nada é por acaso, lei de causa e efeito

Publicado em: 16/01/2017 às 10:17 - Categoria Religião
Total de visualizações: 810
imagem ilustrativa

Doutrina Espírita

Ao compreender a lei de causa e efeito, vemos que nada acontece por acaso, nós atraímos e criamos o nosso próprio destino. Tudo que acontece fora de nós é retrato do que acontece dentro de 9-3-566x590nós.Ao compreender a lei de causa e efeito, vemos que nada acontece por acaso, nós atraímos e criamos o nosso próprio destino. Tudo que acontece fora de nós é retrato do que acontece dentro de nós.   No universo, tudo está intimamente relacionado numa sequência de ações que provocam reações de igual intensidade. A vida nos retorna o que damos a ela e precisamos entender e começar a agir de forma que o nosso retorno seja satisfatório. Quando não agimos dessa forma e vivemos para o nosso próprio ego, desrespeitando as diferenças, vivendo preconceitos, deixando de cultivar o otimismo e o pensamento positivo, criamos para nossa vida uma série de acontecimentos desagradáveis e nos distanciamos da paz.   A vida é uma constante sucessão de fatos e situações que parece não ter fundamento e isso nos causa uma sensação de vítima diante de um destino terrível. Porém, a partir do momento que compreendemos que apenas nós somos os responsáveis pelos bons e maus episódios e que colhemos o que plantamos, fica mais evidente como devemos agir e começar nossa reforma íntima. Devemos criar novos hábitos, novas atitudes, desenvolver um foco para nossa existência traçando uma meta e trabalhando em cima dela, dessa forma, mudamos a causa para obter efeitos positivos, efeitos esses que nos levarão a um caminho de evolução mais ameno e sereno e a uma sensação de dever cumprido.   Ao nos modificar, abrimos nossa visão para além do nosso próprio umbigo, entendendo que o outro não é pior do que nós apenas por ter “defeitos” diferentes dos nossos, já que temos conhecimento de que somos portadores de deficiências morais e que estamos aqui neste planeta exatamente para vencê-las.   A luta não deve ser contra o outro, ela deve ser travada dentro de nós mesmos, combatendo o egoísmo e otimizando a tolerância e a compaixão.   Deus é infinitamente justo e bom, no universo nada decorre sem uma causa justa. A verdade é que somos responsáveis por cada episódio que nos acomete, seja bom ou (aparentemente) ruim.    No espiritismo, aprendemos que não existe efeito sem causa, por tantas vezes as causas das dificuldades que nos sucedem, podem encontrar-se em um passado remoto ou em outras existências que estão momentaneamente inacessíveis pelo véu do esquecimento.   ‘‘Todas as nossas ações são submetidas às leis de Deus; não há nenhuma delas, por mais insignificante que nos pareçam, que possa ser uma violação dessas leis. Se sofremos às consequências dessa violação, não nos devemos  queixar senão de nós mesmos, que nos fazemos assim os artífices de nossa felicidade ou de nossa infelicidade futura’’[1]   Não nos esqueçamos: A semeadura é livre, porém, a colheita é obrigatória.[1] Allan Kardec. O livro dos espíritos. Livro Quarto, Capítulo II, item 964


Rosilene Barbosa

 


MAIS LIDAS


anuncie