Slide Show


 

Banner

O que a nossa alma pede?

Publicado em: 30/01/2016 às 17:32 - Categoria Religião
Total de visualizações: 1270

Para começar este nosso encontro, em primeiro lugar, me reporto ao Livro dos Espíritos para o esclarecimento do significado da palavra ”alma”, segundo a visão espírita, perguntou-se ao Espírito
da Verdade o que é alma, a resposta foi:
Um espírito encarnado.
Uma segunda pergunta completa o entendimento sobre este tema: Que era a alma antes de se unir ao corpo?
Espírito, a terceira pergunta: As almas e os Espíritos são pois identicamente a mesma coisa? Sim as almas não são senão os espíritos. Antes de se unir ao corpo a alma é um dos seres inteligentes que povoam o mundo invisível e que reveste temporariamente um envoltório carnal (corpo) para se purificar e esclarecer.
Se nossa alma é um espírito que veste temporariamente um envolto carnal perguntamos então o que nossa alma pede? Respondendo esta pergunta, vou de encontro ao meu próprio espírito que necessita de alegria, de paz, de esperança, de fé e de todos os bons sentimentos existentes no nosso pensamento, nossa alma pede tudo que lhe cause equilíbrio e tranquilidade, porém não é isso que realizamos, estamos sempre descontentes, ansiosos,preocupados, estressado, aflitos, tristes, oprimidos. Por que isso nos acontece? Porque somos escravos de conduta e sentimentos que só nos fazem mal.
Uma análise profunda em nossas escolhas pode responder prontamente esta indagação: Como vivemos? Com qual tipo de imagens, sentimentos, escolhas alimentamos nossa alma? Vamos fazer aqui uma pequena reflexão sobre os assuntos que mais nos agradam conversar, os programas de tv que escolhemos para o nosso entretenimento, as músicas que ouvimos, os filmes que assistimos, os modismos que escolhemos seguir, os ambientes que gostamos de frequentar, as pessoas do nosso circulo de amizade, o nosso comportamento em sociedade, etc…Tudo isso demonstra o que nossa alma pede. Se nossa alma está em desequilíbrio pedindo coisas que a faz sofrer, é hora de repensarmos nossa conduta e optarmos por uma reforma comportamental.
Todo o sofrimento vivenciado por nós é o resultado de nossa escolha pessoal, por mais que tentamos achar desculpas para justificar nosso deslizes morais, muitas vezes culpando os outros por nosso sofrer é o comportamento assumido que nos coloca em situação difícil diante da vida.Toda uma conduta moral nos é oferecida desde nossa criação e mesmo no tempo em que o homem não conhecia estas leis, um sentimento do bem e do mal já existia em seu espírito, desenvolvendo a inteligência, estas leis já não podem ser ignoradas pela raça humana, toda esta dor que nos cerca não existiriam mais se escolhêssemos caminhos de ética e moral para nos direcionar, não haveria mais estes crimes hediondos que ferem os espíritos mais sensiveis já sabedores das necessidades da alma.
Vivemos buscando caminhos para o equilíbrio e a paz, mas nos negamos a ver que este equilíbrio e esta paz são conquistados com nossas ações, que o respeito e o amor são a ação principal para realizarmos nosso sonho de ser feliz, quando Deus, nosso Pai, permitiu que descesse à terra nosso Mestre Jesus com seu código de amor e paz deu-nos todos os meios para a transformação de nossa conduta egoísta ,ensinando-nos o amor incondicional, pode-se notar que onde não se conhece e vive os ensinamentos de Jesus ali está presente todo tipo de dor, desrespeito pelo outro e um sofrimento sem fim. Cada alma pede o que vai no coração, olhemos então o que guardamos em nosso coração e se o que lá está nos faz sofrer e fere nosso irmão, mudemos nosso modo de viver, buscando cumprir o mandamento de amor único capaz de transformar nossa alma ”Amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”

Ivone Castro
C.E.Harmonia e Fé


MAIS LIDAS


anuncie