Slide Show


 

Banner

Quatro pessoas são presas suspeitas de tráfico e associação para o tráfico de drogas em Santo Antônio do Amparo

Publicado em: 02/01/2018 às 14:27 - Categoria Polícia
Total de visualizações: 1171

Na tarde de 30 de dezembro,  policiais civis abordaram um veículo VW/Gol, na BR-381, em Santo Antônio do Amparo, conduzido por Érico Roberto Barbosa, de 26 anos, com o objetivo de cumprimento de um mandado de prisão preventiva. No carro, também estava Maycon Robson Mercês Rodrigues, de 20 anos. No decorrer das buscas, foram encontrados três pinos de cocaína, oito buchas de maconha e R$ 430.
Paralelo a essa ação policial, outra equipe abordou um táxi, na mesma cidade, ocupado por Lidiane Cristina Santos, de 24 anos, esposa de Érico, e Quelisson Paulo de Oliveira, conhecido como “Amarelo”, de 23. Na bolsa de Lidiane, foram encontradas outras seis porções de cocaína em pó.
Érico, Maycon, Lidiane e Quelisson foram presos em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Para Érico, foi dado cumprimento, também, ao mandado de prisão preventiva pelo crime de furto de três motocicletas.
De acordo com as investigações, conduzidas pelo Delegado Leandro de Prada, os suspeitos se mudaram para a cidade de São Paulo/SP, pois sabiam que estavam sendo investigados por crimes cometidos em Bom Sucesso, além de temerem ser mortos por um grupo criminoso rival, da mesma cidade, do qual participa Isaías dos Santos Silva, de 28 anos.
Isaías foi preso preventivamente pela Polícia Civil no último dia 20, como suspeito de ser um dos autores do homicídio de Igor Luiz Souza Amaral, de 20 anos, ocorrido no dia 31 de agosto deste ano, e contra um adolescente de 17 anos, no dia 1º de outubro deste ano, ambos em Bom Sucesso, mediante disparos de arma de fogo e emboscada; além de outros dois homicídios tentados, um deles contra Érico.
De acordo com o Delegado, o grupo criminoso ao qual pertenceria Érico vem sendo investigado pela Polícia desde o fim de 2016, quando teve início uma série de homicídios em Bom Sucesso. Nas investigações, os integrantes do grupo apareciam ora como suspeitos, ora como vítimas dos crimes.
Somente em 2017, foram registrados seis casos de homicídios consumados e outros dois tentados em Bom Sucesso, os quais teriam relação com o tráfico e uso de drogas e disputas por pontos de vendas de entorpecentes na cidade.


Fotos: PCMG

Dados: Assessoria de Comunicação da PC/MG

 


MAIS LIDAS


anuncie