Slide Show


 

Banner

Grupo Perdoense de A.A comemora 39 anos de fundação com muita alegria e depoimentos emocionantes

Publicado em: 28/11/2016 às 16:49 - Categoria Gente de Perdões e Região
Total de visualizações: 853

O Grupo Perdoense de Alcoólicos Anônimos foi fundado em 30 de outubro de 1977 e o Grupo Mente Aberta de A.A. foi fundado em 23 de agosto de 1991.
A irmandade de A.A. de Perdões comemorou os 39 anos de fundação dessa obra do Poder Superior na cidade.
Iniciada com o Grupo Perdoense que, em seguida, deu origem ao Grupo Mente Aberta – ambos em plena e perfeita atividades, procurando ajudar àqueles que precisam e querem a salvação para os males causados pelo alcoolismo.
No dia 19 de novembro, sábado, na Igreja Matriz Senhor Bom Jesus dos Perdões foi celebrada pelo Padre Adenir a missa e benção das medalhas.
No dia 20 de novembro, domingo no Centro de Pastoral São José – dia da festa – às 7h foi servido o café da manhã; 8h às 9h30min – reunião maratona; 10h – início da reunião festiva, onde os depoimentos daqueles que “renasceram” após excluir o álcool de suas vidas – sempre emocionam o público presente.
Estiveram presentes nessa festa representantes dos Grupos de A.A. – que puderam dar seu depoimento e incentivo para aqueles que decidiram mudar o rumo de suas vidas: Grupo Perdoense e Grupo Mente Aberta (Perdões), Grupo Concepcionense (Conceição da Barra), Grupo Monte Tabor Santiaguense de A.A. (São Tiago), Grupo Esperança (Ribeirão Vermelho), Grupo Real de Iguatama, Grupo Nova Luz de A.A. (Luz), Grupo Noite Feliz A.A. (Comunidade Fagundes), Grupo Coração de Mãe (Comunidade Cerradinho), Grupo Caminha da Paz (Ibituruna), Al-Anon- Grupo Reencontro (Luz), Grupo Ijaciense de A.A. (Ijaci).
Alguns membros do A.A. de Perdões e outras cidades fizeram questão de destacar a presença do Sr. Todinho e abraçá-lo por ter trazido o A.A. para Perdões, enfrentando lutas e perseverando.
Sr. Todinho já foi destaque na coluna de Entrevista do VOZ há muitos anos.
Sr. Vicente Sabino enalteceu D. Cida (foto da foto) que o ajudou a conhecer outro caminho fora do alcoolismo, assim como a ex-enfermeira da Santa Casa D. Carmém.
Uma mulher, membro do A.A. de Lavras também deu seu depoimento com toda a força da determinação e da verdade após contar todo o seu sofrimento e como iniciou no álcool. Destacou: “… primeiro uma taça de San Remy com uma cereja, depois conhaque, vodka e o passo para outras drogas.» Dormiu nas ruas, foi rejeitada, mas após conhecer a irmandade do A.A. que a recebeu com amor e ação, ela agora é uma mulher bonita, cheirosa em um lindo sorriso.”, finaliza.

8


OS DOZE PASSOS DE AA – ALCOÓLICOS ANÔNIMOS

1. Admitimos que éramos impotentes perante o álcool – que tínhamos perdido o domínio sobre nossas vidas.
2. Viemos a acreditar que um Poder Superior a nós mesmos poderia devolver-nos à sanidade.
3. Decidimos entregar nossa vontade e nossa vida aos cuidados de Deus, na forma em que O concebíamos.
4. Fizemos minucioso e destemido inventário moral de nós mesmos.
5. Admitimos perante Deus, perante nós mesmos e perante outro ser humano, a natureza exata de nossas falhas.
6. Prontificamo-nos inteiramente a deixar que Deus removesse todos esses defeitos de caráter.
7. Humildemente rogamos a Ele que nos livrasse de nossas imperfeições.
8. Fizemos uma relação de todas as pessoas a quem tínhamos prejudicado e nos dispusemos a reparar os danos a elas causados.
9. Fizemos reparações diretas dos danos causados a tais pessoas, sempre que possível, salvo quando fazê-las significasse prejudicá-las ou a outrem.
10. Continuamos fazendo o inventário pessoal e quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente.
11. Procuramos, através da prece e da meditação, melhorar nosso contato consciente com Deus, na forma em que O concebíamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade em relação a nós, e forças para realizar essa vontade.
12. Tendo experimentado um despertar espiritual, graças a estes Passos, procuramos transmitir esta mensagem aos alcoólicos e praticar estes princípios em todas as nossas atividades.


MAIS LIDAS


anuncie