Slide Show


 

Banner

Outubro Rosa traz ações de prevenção e combate ao câncer de mama

Publicado em: 08/10/2018 às 16:05 - Categoria Destaques
Total de visualizações: 114

Iniciativas dos setores público e privado estão programadas durante todo o mês a fim de instruir e conscientizar as mulheres a respeito da doença

Com a chegada do mês de outubro, várias iniciativas de conscientização relacionadas ao câncer de mama aparecem no cenário local, nacional e internacional. São ações realizadas tanto por meios privados como públicos, e podem vir de pequenos grupos, instituições, organizações, associações e órgãos. Esse movimento ficou conhecido como Outubro Rosa e tem por objetivo o reforço da campanha contra o câncer de mama e o incentivo para o exame de toque e a prevenção da doença.
Entre as atividades estão rodas de conversa, palestras, programas educativos, reuniões e eventos, todos em prol de acolher, informar e conscientizar as mulheres da importância e atenção que devem dar ao tema.
De acordo com a Secretaria de Saúde, a Lei 12.732 estabelece que o primeiro atendimento ao paciente oncológico na rede pública de saúde deve ocorrer dentro de 60 dias após o diagnóstico. O Governo do Distrito Federal oferta, por mês, cerca de 3 mil exames de mamografia em diversas unidades de saúde, com uma rede preparada para o atendimento dessas pacientes. O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no Brasil. Estudo do Instituto Nacional do Câncer revela que 59 mil novos casos devem ser registrados em 2018.
No DF, a fila para a realização de mamografias foi zerada em julho de 2017. A demanda, atualmente, é de 2 mil exames mensais e a pasta oferta 5.400 vagas por mês. Após a inserção do pedido do paciente no sistema de regulação da secretaria, o exame é realizado em aproximadamente 10 dias.
O que é o câncer de mama?
O câncer de mama é um tumor que se desenvolve na mama em consequência de alterações genéticas. É a doença que mais mata mulheres no mundo e as chances de aparecer aumentam a partir de 45 anos até mais ou menos 70 anos. Por isso, o exame de mamografia é indicado a partir dessa idade. De acordo com a professora de mastologia na Universidade de Brasília (UnB) e chefe do serviço de mastologia do Hospital Universitário de Brasília (HUB), Fátima Vogt, o câncer de mama é um caso de saúde pública. “É o câncer que mais acomete e mata mulheres. Aqui, no Brasil, a previsão de 2018, é de mais ou menos 60 mil mulheres diagnosticadas com a doença”, explica.
Dicas de prevenção
De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INC), estima-se que, por meio da alimentação, nutrição e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco de a mulher desenvolver câncer de mama. Controlar o peso corporal e evitar a obesidade por meio da alimentação saudável e da prática regular de exercícios físicos, além de evitar o consumo de bebidas alcoólicas, são recomendações básicas para prevenir a doença. A amamentação também é considerada um fator protetor.
Correio Braziliense
Foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press


MAIS LIDAS


anuncie