Slide Show


 

Banner

Polícia Civil de Perdões recaptura foragida da Bahia, envolvida em crime que chocou a população

Publicado em: 24/02/2017 às 14:45 - Categoria Polícia
Total de visualizações: 7197
foto: http://jornalsportnews.blogspot.com.br

A Polícia Civil de Minas Gerais, por intermédio da 7ª Delegacia de Polícia Civil de Perdões, comandada pelo delegado Dr.Tiago Veiga Ludwig, deu cumprimento ao mandado de prisão de Patrícia de Souza Santos, envolvida em um homicídio triplamente qualificado, ocorrido em 2014, na cidade de Camacan/Bahia.
A detenta Patrícia e mais dois acusados, foram condenados a 75 (setenta e cinco anos) de prisão, após matarem a jovem Ariele Santos Silva, com requintes de crueldade, na cidade de Camacan/BA, em 20 de junho de 2014.  Na época , a cidade de Camacan ficou muito chocada com o crime, eis que Ariele foi morta a facadas, pauladas e pedradas, tendo o rosto completamente desfigurado.
A equipe de Policiais Civis de Perdões após ter recebido da Polícia Civil da Bahia,  informações de que Patrícia estaria escondida na casa de parentes, com endereço em Perdões/MG, foram iniciadas as diligências para o cumprimento de seu mandado de prisão.
A foragida foi recapturada pela manhã, na Comunidade Retiro dos Pimenta,  sendo feita a comunicação da sua prisão à justiça baiana.
Agora a detenta irá aguardar, provisoriamente, no presídio de Nepomuceno/MG, até o recambiamento para aBahia, local em que irá cumprir a pena pelo crime bárbaro cometido.

Relembre o caso(fonte plantãoItabuna.com.br – publicado em 03/07/2014)

Morena, bonita, sensual, daquelas de parar o trânsito. Uma mulher acima de qualquer suspeita. Estudante e funcionária de empresa Malwee, quem imaginaria que a bela Patrícia de Souzados Santos, de 19 anos, seria presa em seu local de trabalho, acusada de envolvimento em um crime bárbaro que chocou a população do pequeno município de Camacan, na madrugada do último dia 20 de junho.
Pois é. A prisão da garota no sábado (28) surpreendeu muita gente e mudou completamente o rumo das investigações, que apuravam o assassinato da adolescente Ariele Santos Silva, de 16anos, torturada até a morte. Na época, o delegado Francesco Denis da Silva Santana, em entrevista ao Diário Bahia, chegou a cogitar outra suspeita: a vítima teria traído o namorado traficante, que resolveu vingar-se.
Mas, os dias foram passando e o caso sofreu uma reviravolta e surgiu uma versão, confirmada pelo menor, apreendido no mesmo dia que Patrícia. Foi este adolescente de 16 anos, inclusive, que entregou a “comparsa”. Quanto ao motivo do homicídio teria sido dívida contraída junto a traficantes da cidade.

Patrícia de Souza dos Santos

Patrícia de Souza dos Santos


Além do menino e de Patrícia, a polícia tenta prender mais três pessoas, apontadas pelo menor. O garoto, segundo a policia, é suspeito de cometer vários assaltos a mão armada, principalmente no bairro Cidade Alta, tendo sido reconhecido por alguns mascates que se dizem vítimas do acusado.
A morte de Ariele emocionou até o perito, que fez o levantamento cadavérico. O rosto dela ficou completamente desfigurado.

A jovem foi morta com golpes de faca e pau e ainda foi apedrejada. De acordo com a Polícia Civil, Patrícia fugiu no dia do assassinato, mas voltou à cidade, onde voltou à rotina normal, frequentando a escola e o trabalho, como se nada tivesse acontecido.
Temendo que populares revoltados tentem invadir a delegacia para linchar a acusada, a polícia achou melhor transferir a moça para o Complexo Policial de Pau Brasil. As investigações, no entanto, não param por aqui. Se condenada, Patrícia pode pegar até 15 anos de prisão.


Polícia Civil, investigando fatos, solucionando crimes.

POLÍCIA CIVIL/MG
DELEGACIA DE PERDÕES/CANA VERDE



MAX

PW (1)

anuncie