107 anos de Perdões

2 de dezembro de 2019 15:37 38

Que beleza de festa

Viva Nossa Senhora das Graças! Salve a sua Medalha Milagrosa!
Com as orações mais gloriosas e simples, iniciou-se o último dia da novena de Nossa Senhora das Graças (que pena, estava tão bom e bonito!).
No outro dia, 24 domingo, a Festa. E que festa!
Só quem esteve lá pode falar sem erros, o que foi a homenagem, comemoração, procissão, solene Celebração Eucarística e finalmente a grande coroação, nunca vista da Santíssima Mãe de Deus e nossa.
A missa foi campal. A praça não é enorme…mas dá para abrigar umas 800 pessoas.


Padre Rogério mais parecia com São Pedro, nas fotos, pelo modo de se vestir (vejam facebook) e com São Paulo, na eloquência ao proferir a homilia, com o gosto ao falar reproduzindo o que Jesus dizia, e chega até hoje em nossos corações. São Pedro e São Paulo amavam verdadeiramente a Deus, na pessoa de seu Filho Jesus.


Nossa Senhora das Graças estava triunfante, alegre, cheia de graças para derramar sobre todos os presentes o seu amor de Mãe.
Até uns 15 minutos antes da procissão, parecia que ia chover (a chuva é necessária, mas naquele momento, não). De repente clareou e a procissão foi realizada como estava previsto. Graças a Deus!
Uma coisa interessante e agradável foi a coroação. De homens. Nunca havia visto. Não sei se eram casados ou não. Cantando hinos de louvor à Nossa Senhora das Graças, eles A enfeitaram com manto, terço, coração, palma e finalmente com uma bela coroa de flores.


Vamos guardar no pensamento, no coração e na alma, a lembrança deste dia glorioso e vamos repetir sempre:
‘‘O Maria, concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós!’’
Amém! Amém! Amém!

Compartilhe este artigo