Os Santos Juninos: Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo

30 de junho de 2020 10:21 148

No mês de junho, conhecido popularmente pelas festas juninas, comemoramos os dias de Santo Antônio (no dia 13), São João (no dia 24) e no dia 29 de junho a liturgia da igreja celebra São Pedro e São Paulo, as colunas da Igreja.
No Brasil, a tradição dos festejos juninos foi introduzida pelos portugueses durante a colonização, sendo incorporada aos costumes no decorrer do tempo. É comum, no mês de junho, que as famílias e comunidades se reúnam, preparando grandes festas com danças e comidas típicas, cujo ponto alto das comemorações acontece entre os dias 23 e 24 de junho, quando se comemora a Festa de São João, santo popularmente conhecido pelas músicas de quadrilha e pela fogueira.

Sem deixarmos de lado toda a parte cultural que envolve estes festejos, não podemos nos esquecer das celebrações litúrgicas destes dias. Principalmente no Nordeste do país, no mês de junho, o povo de Deus agradece a Deus pela intercessão dos santos juninos, celebrando com alegria incontida as festividades destes santos. E não poderia ser diferente, já que os santos juninos nos ensinam que, apesar das dificuldades e tribulações, devemos irradiar alegria, aquela alegria que é originária do seguimento de Jesus Cristo.
Santo Antônio, famoso pelos seus milagres, nasceu em Lisboa (Portugal), falecendo em Pádua (Itália), em 13/06/1231. Chegou a conhecer São Francisco de Assis, que o nomeou como responsável pela formação dos frades franciscanos. Chamado de Santo dos Pobres, Santo Antônio também é muito procurado como Santo casamenteiro.

São João Batista, cujo nome significa “Deus dá a graça”, foi precursor de Jesus. Filho do sacerdote Zacarias e de Isabel, prima de Maria (Mãe de Jesus). João Batista nasceu na cidade de Judá e seu nascimento e missão foram anunciados pelo anjo Gabriel. Não podemos confundir São João Batista com São João Evangelista, autor do quarto Evangelho, Apocalipse e das cartas que levam o seu nome. São João Batista, o primo de Jesus, era seis meses mais velho que Jesus. Sua missão foi anunciar o Cristo (anunciar a Luz). Foi São João Batista quem batizou Jesus às margens do Rio Jordão e São João Batista é o único santo que tem o dia do nascimento celebrado, pois os demais santos têm apenas o dia da morte rememorado. No dia 24 de junho celebramos a Natividade de São João Batista.

São Pedro, celebrado em 29 de junho, foi o primeiro apóstolo a ser chamado por Jesus. Pescador, Pedro deixou seu ofício e passou a caminhar com Jesus, tornando-se um “pescador de homens”. Sobre o testemunho de fé de Pedro, Cristo edificou a sua igreja. Pedro é considerado o primeiro Papa da Igreja Católica, como também na tradição popular é o “porteiro do céu”. Em sua imagem vemos as chamadas “Chaves do Céu”.
São Paulo, como Pedro, morre como mártir no dia 29 de junho do ano 67 d.c. Autor das conhecidas Cartas de São Paulo, foi aquele que, depois de perseguir a Igreja por anos, ao fazer o encontro com o Cristo, converteu-se e tornou-se o grande missionário, o grande propagador da alegria que vem de Deus.

Que como cristãos possamos imitar as virtudes dos santos juninos, que possamos ter esperança e alegria! Que a fogueira de São João Batista possa aquecer nossos corações!
A Paróquia Nossa Senhora das Graças celebra, com alegria, estes momentos litúrgicos. A Natividade de João Batista foi festivamente celebrada pelo pároco Padre Rogerio e nos preparamos para a Solenidade de São Pedro e São Paulo, ocasião em que nossas orações se voltam para o Papa Francisco, sucessor de São Pedro.

Paróquia Nossa Senhora das Graças / Colaboradora: Joana D´Arc C. E. Morais Penido

Compartilhe este artigo