Um Novo Pentencostes

31 de maio de 2020 17:07 243

A palavra pentecostes é de origem grega e significa o quinquagésimo dia após a Páscoa.
Para os judeus, a festa de pentecostes, também chamada de festa das sete semanas depois da Páscoa, era a festa da colheita. Gente de toda parte ia ao templo em Jerusalém, oferecer as primícias de suas colheitas. Conforme o livro dos Atos, no primeiro Pentecostes depois da morte de Jesus, cinqüenta dias depois da Páscoa, o Espirito Santo de Deus manifestou-se sobre os Apóstolos, sobre a Mãe de Jesus e também a um bom número de outros. As primícias da colheita aconteceram naquele dia, pois foram muitos os que se converteram e foram recolhidos para o Reino. Já era esperada a manifestação extraordinária do Espírito Santo, porque o próprio Cristo, na ressurreição, havia comunicado a sua vinda: “Recebei o Espírito Santo; àqueles a quem perdoardes os pecados serão perdoados, àqueles a quem não perdoardes serão retidos.”(Jo20,19-23) Na liturgia de Pentecostes celebra-se a Nova Aliança de Deus com seu povo, a partir da ressurreição de Jesus Cristo. É pela ação do Espírito Santo que a Igreja se solidifica.


É o Espirito Santo que dinamiza a Igreja, quando assiste a seus pastores, derramando seus carismas sobre todo o Povo e a todos sustentando na missão de testemunhar o Evangelho. É pelo Espírito Santo que Jesus continua presente e atuante na sua Igreja. Como batizados, somos chamados a nos fortalecermos para a missão de testemunhar e anunciar Jesus ao mundo. Para tanto, precisamos guardar a Palavra do Senhor no esforço de conversão, além de nos mantermos firmes na oração, nos empenhando em testemunhar e anunciar o Evangelho de Jesus.
O cristão batizado deve espelhar-se em Nossa Senhora, nossa Mãe Santíssima e primeira missionária, abrindo-se à vontade de Deus e à linguagem unificadora do amor autêntico, para o anuncio do Reino de Deus.
Que neste Novo Pentecostes, um Pentecostes de mais recolhimento, possamos nos abrir ainda mais à ação do Espírito Santo. Que seja o Espirito Iluminador a luz necessária para aquietar os nossos corações e que possamos também ser luz para o mundo, afastando-nos das más inclinações e propagando o bem.

Celebremos Um Novo Pentecostes, com fé e esperança!

por Paróquia Nossa Senhora das Graças – Perdões/MG

Compartilhe este artigo